Plataforma online de currículos apoia jovens

25 setembro 2017

Comentários

0
 setembro 25, 2017
 0
CSO_2
Categoria Notícias

Idealizada pela Bem TV em correalização com o Instituto JCA, foi lançado a Central Solidária de Oportunidades (CSO). A plataforma online de currículos tem como proposta facilitar a inserção do jovem no mercado de trabalho. Estudantes que concluíram as formações do programa Oficina do Ensino terão a chance de cadastrar, atualizar e encaminhar seu currículo. A plataforma também dispõe de uma área específica para empresas, o que possibilita o cadastro, disponibilização de vagas e visualização dos currículos de forma gratuita para as empresas cadastradas. “É uma ferramenta de grande relevância para os jovens da região Metropolitana Leste Fluminense (São Gonçalo, Niterói, Itaboraí, Maricá), pois irá oportunizar mais chances de ingresso ao mundo do trabalho, sendo a plataforma uma janela de oportunidades de empregados e empregadores”, explica Wilson Vasconcelos, analista de projetos do IJCA.

Jovens que concluírem os cursos ofertados pelo IJCA nas áreas de Mecânica Automotiva, Injeção Eletrônica, Elétrica e Refrigeração Veicular, Pintura Automotiva, Funilaria e Solda e Auxiliar Administrativo já podem realizar a inclusão, atualização, encaminhamento e impressão do currículo. As empresas, por sua vez, poderão cadastrar vagas gratuitamente e selecionar candidatos a partir de um banco de currículos atualizados.

A Central Solidária de Oportunidade foi idealizado pela Bem TV como um sistema que articula os interesses de empresários por serviços e recursos humanos na área de informação e comunicação e o interesse de jovens por inserção no mercado de trabalho. O projeto foi financiado pela União Europeia.

Dados da Pesquisa Nacional do Emprego (PME), do IBGE, revelam que as taxas de desemprego em seus regiões metropolitanas do país (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Porto Alegre) foi de 8,2% em fevereiro de 2016. Entre os jovens, de 18 a 24 anos, essa taxa foi aproximadamente duas vezes e meia maior e ultrapassou os 20 %. De acordo com Wilson, o processo de ingresso dos jovens no mundo do trabalho envolve pontos particulares, que normalmente não são observadas da mesma maneira nas transições de outros grupos de trabalhadores. “As profundas mudanças que a economia no Brasil vem passando ao longo dos anos, em geral, mostram-se desfavoráveis à inclusão no mercado de trabalho particularmente aos jovens.  Em razão da diminuta oferta de mão de obra, a juventude brasileira, sobretudo aquela oriunda das classes mais pobres encontra-se frente a condições desiguais de competição em relação aos adultos, tais como menor qualificação e experiência profissional”, analisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *