Criatividade marca Semana da Aprendizagem e Qualificação Profissional

7 de janeiro de 2019 | POR COMUNICAÇÃO IJCA

Entusiasmo foi a palavra de ordem durante a Semana da Aprendizagem e Qualificação Profissional, realizada pelo Instituto JCA nos dias 8 e 9 de novembro. O evento reuniu mais de 300 pessoas entre aprendizes, estudantes, colaboradores e representantes do poder público e empresas. Apresentação de trabalhos, lançamentos, rodas de conversa e atividades culturais fizeram parte da programação. A ação também fez parte das comemorações de 14 anos do IJCA. Clique aqui e veja a cobertura fotográfica completa.

Entre os destaques da programação está a 8ª Mostra teve como tema “As trajetórias juvenis no mundo do trabalho” e contou com a participação de mais de 100 jovens aprendizes que apresentaram cerca de 20 projetos, desenvolvidos ao longo da Oficina de Pesquisas e Projetos (OPP) eixo transversal a formação de todos os cursos do programa Oficina do Ensino. Durante a mostra,um juri formado por professores, colaboradores e voluntários avaliam os projetos e os três melhores recebem vales- cultura como premiação.

O projeto ‘’A Vivência Profissional de Jovens Aprendizes – vivência nas empresas e a valorização de jovens aprendizes’’ foi o grande vencedor da Mostra ao abordar a experiência prática dos jovens aprendizes dentro de um contexto real apresentando todo o conhecimento e importância dos jovens na empresa a partir de interações práticas com os profissionais. Guilherme de Oliveira é aluno do curso de Elétrica, refrigeração e mecânica automotiva do núcleo Caju e conta que a intenção do trabalho foi mostrar o dia a dia da turma de uma forma prática e interativa. “Com a ajuda de protótipos desenvolvidos pelo grupo e elementos do nosso cotidiano, concluímos o objetivo do grupo, que era desmistificar a parte mecânica, elétrica, refrigeração e parte de pneus do ônibus. Com uma apresentação que atraísse um maior foco do público, passando o máximo de conhecimento possível.  Provando nossa importância e que não somos apenas jovens trabalhando e sim profissionais em formação”, explica. Confira o plano de pesquisa do grupo. 

Em segundo lugar ficou ‘’Se liga, jovem!’’ dos alunos Franciele Sá, Letícia Souza, Mateus Pinheiro, Michelle Guerreiro e Thaís de Souza , da turma de Auxiliar Administrativo. O objetivo do trabalho é propor orientações para entrevistas de emprego e confecção de currículos, focando em jovens que buscam a inserção no mercado de trabalho por meio de workshops em escolas públicas de ensino do município de São Gonçalo com alunos a partir do 9º ano. Já o terceiro colocado foi o trabalho ‘’Técnicas de apresentação, entrevista de emprego e confecção de currículo’’ dos alunos Cassiano Basilio, Larissa da Silva, Marcelly Cardoso, Mariany Pereira, Cardoso Bezerra e Raphael Mariano do curso Auxiliar Administrativo. O objetivo do projeto era captar as diferentes perspectivas de um processo seletivo, através de pesquisas de campo, entrevistas, registros audiovisuais, com jovens que foram aprovados no processo seletivo em diversas empresas, o trabalho visa direcionar e aconselhar os jovens nessa trajetória importante para o início de sua vida profissional.

Aprendizagem em foco

 Na abertura da Semana da Aprendizagem e Qualificação Profissional foi apresentado o estudo “Uma experiência com a qualificação profissional de jovens aprendizes” pela analista de projetos Elen Alves. A publicação desenvolvida pelo IJCA contextualiza o programa,  seus desafios e resultados nesses seis anos de implementação e traz histórias de pessoas que passaram pelo Instituto como jovens aprendizes. “Esperamos que através dos trabalhos apresentados, possamos estabelecer um debate sobre a juventude em conjunto com instituições qualificadoras e empresas componentes do cenário sócio econômico que influencia diretamente a permanência dos jovens nos programas de qualificação profissional”, afirma Elen,

Clique aqui e leia o estudo  “Uma experiência com a qualificação profissional de jovens aprendizes”

Já a roda de conversa, com o tema “Experiência com jovens aprendizes – inserção no mundo do trabalho e o primeiro passo para o desenvolvimento de carreiras”, tem como foco promover reflexões sobre ações das empresas frente a obrigatoriedade da contratação de aprendizes para o cumprimento de cotas da Lei da Aprendizagem (Lei 10.097/2000), incluindo a visão das entidades qualificadoras, aprendizes e das próprias empresas contratantes. Participaram da roda de conversa Luciana Felix, ex-jovem aprendiz IJCA e assistente de Performance e Gestão da Mudança na Autoviação 1001 e supervisora de aprendizes; Patrícia Figueiredo, analista de Recursos Humanos da Integra e Gestora do Programa da Aprendizagem no Grupo JCA; Luan Costa, atua na Gerência de Aprendizagem do CIEE-RJ e é Secretário Executivo do Fórum Estadual da Aprendizagem; Thalia Barcelos e Carla Vieira, jovens Aprendizes do Curso de Auxiliar de Manutenção Automotiva do IJCA. A mediação foi de Anderson Paulino, professor de Sociologia da rede estadual há 13 anos, com mestrado em Políticas Sociais e doutorado em Sociologia com ênfase na Educação.

Durante o evento, a BEM TV apresentou a pesquisa “Incidência do Racismo sobre a empregabilidade da Juventude em Niterói e São Gonçalo’’. Realizada em parceria com o Departamento de Estatística da Universidade Federal do Rio de Janeiro, a iniciativa conta com o apoio da União Europeia. O documento compõe uma das atividades do projeto Frente Papa Goiaba de Promoção dos Direitos da Juventude Negra, que tem como principal objetivo a mobilização de instituições da sociedade civil pela diminuição do racismo estrutural. O estudo está disponível na íntegra através no site da BEM TV.

Já a IFRJ campus São Gonçalo marcou sua participação com palestra de Adriano Oliveira, professor de Língua Portuguesa e coordenador de Pesquisa e Inovação, abordou a comunicação eficiente na produção de currículo e durante entrevista. Ele abordou tópicos como redação clara e objetiva de currículo, expressão corporal, cuidados com a fala tais como evitar gírias ou falar demais e atenção ao horário. “Muitos jovens já estão buscando trabalho ou estagio e no momento que eles precisam se comunicar com a empresa, que é uma comunicação diferente. As informações que trabalhei podem ajudar bastante na hora de se produzir currículo, na entrevista e para evitar certos problemas que impedem uma comunicação clara e objetiva”, afirma. Em seguida, a professora Ângela Bittencourt, professora de Empreendedorismo no IFRJ campus São Gonçalo e pós doutora em terapia ocupacional, propôs uma dinâmica para que os participantes pudessem identificar seus perfis de trabalho em relação as funções que querem ocupar.