Motivação e conteúdo para estudar em casa

10 de setembro de 2020 | POR COMUNICAÇÃO IJCA

Macély Gervásio, 17 anos, tinha uma rotina de estudos bem estabelecida antes da pandemia do novo coronavírus. Aluna do segundo ano no Colégio Pensi e integrante do Fortalecendo Trajetórias, ela ia para a escola a tarde e aproveitava as manhãs e noites para revisar conteúdos, pesquisar e realizar exercícios. Com a suspensão das aulas presenciais, toda a sua organização foi alterada.

“De início eu estava muito perdida, pois achei que não afetaria tanto a minha rotina de estudos e logo voltaríamos pra escola, mas quando eu vi que realmente eu teria que me adaptar a esse ‘novo normal’ das escolas tive que me reinventar”, conta a jovem.

Uma das formas encontradas por Macély para se motivar e organizar seus estudos foi participar do projeto Estudar em casa. A etapa piloto da iniciativa foi desenvolvida entre junho e agosto e contou com a participação de 55 estudantes. O Estudar em casa disponibilizou para os jovens, de forma remota utilizando ferramentas digitais como WhatsApp e Google Meeting, mentoria e reforço de conteúdo em redação, matemática, física, inglês, além de dicas de sites confiáveis para estudo. “Queremos aproveitar estes dias de quarentena para provocar e empoderar nossos jovens para adquirir e/ ou aprofundar conhecimento e cultura”, afirma a coordenadora pedagógica do IJCA, Therezinha Doin.

 No projeto Estudar em casa, os participantes receberam desafios de redação e tiveram seus textos corrigidos e comentados. Já os conteúdos de física, matemática e inglês, foram disponibilizados no formato autocorreção. Eles também receberam dicas de sites seguros para estudar e, uma vez por mês, participaram de um encontro ao vivo com a professora de redação para esclarecer dúvidas. Ex-alunos que fizeram parte do Fortalecendo Trajetórias e jovens voluntários compartilharam saberes adquiridos ao produzir listas de exercícios com gabaritos comentados. “Pelos exercícios, gabaritos e orientações que são enviados pra gente conseguimos descobrir onde estão nossas falhas e dificuldades, logo podemos ter uma ideia de por onde começar a estudar”, afirma Macély.

 A estudante conta que tanto o formato, quanto o conteúdo, a apoiaram nos estudos nos últimos meses, com destaque para redação e inglês.

“O projeto me ajudou muito na autonomia nos estudos dessas duas disciplinas pois tive que pesquisar bastante pra melhorar. Eu não tinha prática nenhuma com esse estilo de redação, mas posso afirmar que todas as atividades que foram propostas e todos os encontros com a professora de redação Ana Rita me ajudaram muito”, explica

Para Macély, o projeto é de grande importância para os estudantes nesse momento de quarentena, pois auxilia com um direcionamento. “Como neste momento estamos sem ir à escola e realizar avaliações é bem interessante que façamos exercícios para percebemos onde podemos melhorar. Para mim, é aí que o Projeto Estudar em Casa atua, pois recebemos atividades, orientações, dicas de sites confiáveis para pesquisar, somos orientados onde precisamos melhorar na redação e assim conseguimos perceber o que precisamos estudar mais nesse momento”, resumo Macély.